A flacidez no rosto e no pescoço são dois problemas que assombram muita gente. É comum encontrar a crença de que a flacidez não pode ser resolvida sem uma intervenção cirúrgica, mas isso nem sempre é verdade!

Hoje em dia, a tecnologia disponível para o mercado estético têm avançado muito. Já existem inúmeros procedimentos simples, sem tempo de recuperação necessário e que podem ser feitos diretamente no consultório do dermatologista, sem intervenção cirúrgica ou riscos.

Afinal, com a rotina corrida que vivenciamos, não é de se espantar que cada vez menos pessoas estejam dispostas a passar por procedimentos que exigem a interrupção de suas atividades.

Naturalmente, no entanto, podem surgir algumas dúvidas quanto a esses procedimentos mais modernos. Afinal, tudo que é novo gera perguntas, e isso é ótimo! É muito importante entender bem sobre o tipo de tratamento que você está escolhendo, e por quê.

Fazer uma avaliação com um dermatologista especializado ainda é a melhor forma de tirar todas as dúvidas. Esse profissional está preparado para criar um plano de procedimentos especial para seu caso, considerando seus objetivos e o funcionamento do seu organismo. Por isso, não deixe de marcar sua consulta!

Enquanto isso, preparamos esse artigo para que você entenda melhor as causas da flacidez no rosto e no pescoço. Assim, o assunto já fica mais esclarecido e você descobre como pode se livrar desse incômodo! Continue lendo e confira:

Porque o rosto e o pescoço ficam flácidos com o passar do tempo?

A flacidez da pele é uma consequência natural do envelhecimento. A pele, assim como outros tecidos do corpo, depende de uma proteína chamada colágeno para garantir sua sustentação e firmeza. Conforme envelhecemos, as células diminuem a produção do colágeno, causando problemas como a flacidez, aparecimento de rugas e fragilização da pele.

Com o passar dos anos, também é comum que ocorra a perda de gordura em algumas áreas (como as maçãs do rosto). Isso também pode causar um aspecto mais flácido e envelhecido no rosto e pescoço. Se quer saber mais sobre esse fenômeno e como remediá-lo, leia esse outro artigo​!

Mas o tempo não é o único fator que faz com que a pele perca a sua elasticidade natural. Fique de olho nesses fatores que podem acelerar o envelhecimento, além de causar danos para sua pele e para sua saúde:

 

  • Exposição direta a raios UV​: a exposição ao sol sem proteção, em especial nos horários de risco (entre as 10h e 15h) pode causar o envelhecimento da pele, além do aparecimento de manchas e lesões, queimaduras e até mesmo câncer de pele.

Sempre use protetor solar e evite os horários de risco!

  • Falta de hidratação​: beba bastante água e não deixe de utilizar um creme hidratante específico para a região do rosto e pescoço.
  • Resíduos na pele​: durante nossa rotina, é comum que poluição, maquiagem e outros resíduos se acumulem na pele, causando oleosidade. Esses poluentes costumam a não sair apenas com o banho. A área do rosto e pescoço precisam de atenção especial na hora da limpeza, além de esfoliantes periodicamente.

Mitos sobre a flacidez: o que dá e o que não dá certo?

Existem inúmeras dicas, produtos e receitinhas pela internet que prometem dar um jeito na flacidez do rosto e pescoço. Mas como saber se a sugestão realmente dá resultado? Na dúvida, consulte o dermatologista!

É preciso ter muito cuidado ao seguir recomendações caseiras. Elas podem não dar resultados e apenas desperdiçar tempo ou dinheiro. Ou pior: podem ser nocivas para sua saúde. Por isso, sempre consulte um dermatologista antes de aderir a qualquer procedimento.

Confira agora alguns métodos comuns para combater a flacidez do rosto e pescoço e um breve esclarecimento sobre a eficácia de cada um:

  1. Tomar suplementos para a pele resolve o problema da flacidez​: existem muitos tipos diferentes de suplementos, com composições e efeitos variados. O suplemento, sozinho, dificilmente reverterá um quadro de flacidez no rosto e pescoço, mas pode ajudar na prevenção do problema. Você pode ​descobrir mais sobre os suplementos nesse post​. ​E não esqueça: nunca faça uso de nenhum medicamento sem indicação médica.
  1. Máscaras que “seguram” o rosto e pescoço reduzem a flacidez​: mito. Esse tipo de produto não possui efeitos comprovados;
  2. Existem exercícios para o rosto que reduzem a flacidez​: mito. A firmeza da pele está relacionada com o colágeno produzido pelo corpo, e não com a tonicidade dos músculos.
  1. Cremes à base de colágeno são capazes de reduzir a flacidez​: enquanto alguns cremes podem ajudar a manter a aparência mais jovem da pele, eles não são efetivos como outros tipos de tratamento. O colágeno, quando passado na pele em formato de creme, não é absorvido completamente pela pele. É necessário estimular a produção natural dessa proteína para reduzir a flacidez com eficácia.
  2. Comer gelatina e outros alimentos à base de colágeno reduz a flacidez​: mito. Enquanto uma alimentação saudável e balanceada é essencial para o mantimento do bom funcionamento do organismo – inclusive da produção de colágeno – não existe uma relação direta entre o consumo de colágeno e o desaparecimento da flacidez no rosto. Mesmo o colágeno hidrolisado, que é absorvido pelo organismo de maneira mais eficiente, não é eficaz na redução da flacidez por si só.

Quais são os tratamentos recomendados para a flacidez no rosto e no pescoço?

Atualmente, existem opções de tratamentos não-invasivos para a flacidez no rosto e pescoço. Um exemplo disso é o moderno Ultraformer III. Sua tecnologia de ultrassom micro e macrofocado permitem que o aparelho seja usado tanto nas áreas maiores do corpo quanto nas mais sensíveis.

Essa versatilidade, aliada à eficiência e rapidez das sessões tem tornado o Ultraformer III um dos procedimentos mais procurados nas clínicas de dermatologia. O ultrassom estimula a produção natural de colágeno no corpo, proporcionando efeitos mais duradouros.

A pele fica com aparência saudável, jovem e natural, além de muito mais firme. O Ultraformer III também possui outras aplicações. Ele é capaz de ajudar a suavizar rugas e linhas de expressão, ​até mesmo na área ao redor dos olhos​.

Saiba mais sobre esse aparelho nesse outro artigo.

Para ter uma pele sempre linda e saudável, não esqueça de manter uma alimentação balanceada, praticar exercícios e fazer consultas regulares com um dermatologista. Marque hoje mesmo a sua avaliação! O Ultraformer III também pode ser combinado com outros​     procedimentos​ que potencializam seus efeitos.